O Sétimo Guardião: Guardiões também suspeitam de Eurico

Foto de Eurico

Os guardiães estão assustadíssimos com o assassino que anda eliminando os membros da Irmandade. Depois da morte de Machado (Milhem Cortaz), Feliciano (Leopoldo Pacheco) é a segunda vítima do misterioso serial killer de Serro Azul.

Durante uma reunião no cabaré da Ondina (Ana Beatriz Nogueira), o grupo lista os possíveis suspeitos. Entre eles está Eurico (Dan Stulbach), que é apontado como um forte candidato a assassino:
“Ele foi expulso da irmandade, foi castigado, se bandeou pro lado da Valentina primeiro, agora pro lado do Olavo… Já provou que é capaz de tudo!”
Os quatro guardiães vão até a prefeitura para colocar Eurico contra a parede. O político reclama da invasão, e Aranha (Paulo Rocha) vai direto ao ponto:
“Temos umas perguntas pra fazer pro prefeito. E eu começo.”

Mas Marilda interrompe o médico para dizer:
“Não foi o Eurico!!! Meu marido não matou ninguém! Eu juro!”
O grupo se entreolha e Ondina diz que a loira vestiu a carapuça. A primeira-dama disfarça e fala que Eurico não matou Feliciano, afinal, ela esteve o tempo todo ao lado do marido na noite anterior.

Aliviados por terem despachado a Irmandade, o casal segue para casa. A sós com o marido, Marilda confessa:
“Pelo menos aqui temos um pouco de paz. Até que matem mais um dos teus coleguinhas da tal da irmandade… E aí vamos ter que passar por tudo isso de novo!”
A loira deixa Eurico sozinho no quarto, e ele dá uma risada sinistra ao falar para si mesmo:
“De quem é a vez, qual guardião será o próximo? Uni duni tê, salame minguê, um sorvete colorê, o escolhido foi…”
As cenas vão ao ar neste sábado, 13 de abril

Veja também:
Programação atualizada dos filmes da semana na TV aberta.
Confira também a programação de futebol ao vivo na TV. 

Veja também